Marcações
Parque
Metro
Autocarro
ficha técnica | id singular 2011
A Clínica de Todos-os-Santos deve o seu nome à intenção de recordar no
nosso tempo e na cidade de Lisboa, o nome do célebre Hospital Real de Todos os Santos, que foi na época, pelas suas características e pela sua organização,
o primeiro no nosso País e um dos mais importantes da Europa.

Mandado construir no final do século XV por D. João II no local onde hoje se situa a Praça da Figueira, e inaugurado no reinado de D. Manuel I, tornou-se conhecido pelo papel que desempenhou no campo da assistência e do ensino, e cedo se evidenciou como um dos mais notáveis entre os seus congéneres europeus de então, tanto pelo seu funcionamento como pelo seu pioneirismo no tratamento de certas doenças contagiosas.
Nele se criou a primeira Escola de Anatomia e Cirurgia do País, a qual viria a ser mais tarde a primeira Escola Médico-Cirúrgica e a futura Faculdade de Medicina de Lisboa.

Parcialmente arruinado por um incêndio que deflagrou numa das enfermarias (1750) ficaria definitivamente posta de parte a sua recuperação com o terramoto de 1755.
Reabriu mais tarde em local próximo, uma vez que todo o seu corpo clínico e auxiliar para aí foram transferidos, juntamente com os doentes, com o nome de "Hospital de S. José", que víria a ser o núcleo inicial dos "Hospitais Civis de Lisboa".